Quando se deseja realizar qualquer tarefa um mínimo de organização é necessário, e, em um dado momento, esta organização se impõe, como determinante no sucesso daquele empreendimento. Ao pensarmos num projeto com dispositivos embarcados, alguma coisas precisam ser definidas desde o início, e isso é muito importante. 
Pensando na viabilidade da idéia: Nada mais frustrante do que iniciar o projeto e parar por falta de verba, material ou mesmo tecnologia suficiente. É preciso pesquisar um pouco e entender o funcionamento dos diversos dispositivos, módulos e sensores. Pode ser que a plataforma escolhida inicialmente não possua recursos bastantes para o projeto, e essa é a hora de redefinir. 
Pensando na utilidade do projeto: A  menos que eu mesmo queira me divertir com o que estou fazendo (o que já é um ótimo motivo para começar), não adianta pensar que vou vender um produto espetacular. Muitas ótimas idéias não se encaixam nos padrões do mercado. A palavra “utilidade” está diretamente relacionada à demanda. Meu projeto pode atender uma necessidade minha, do mercado ou de um grupo específico. Procure conhecer esse público.
Pensando nas peças que vou usar: Assim como a grande quantidade de plataformas, temos também ao nosso dispor um número muito grande de módulos, sensores e componentes eletrônicos. Muitos fazem a mesma coisa com precisão diferente ou usam tecnologias diferentes. É importante ter em mente quais eu pretendo usar e saber se elas se adequam de modo satisfatório ao meu projeto.
Pensando no domínio da minha aplicação: Assim como os projetos de software puro, os projetos de software e hardware embarcados englobam conhecimentos de áreas diferentes da computação. Por exemplo, se seu projeto é um medidor de temperatura para um confinamento de aves, o projetista vai precisar de um mínimo de conhecimento a respeito das aves com as quais está trabalhando. Isto pode ser feito através de pesquisa ou mesmo de uma conversa com as pessoas interessadas no projeto e que trabalham diretamente com esses animais. 
Outras etapas virão. Mas nessa primeira etapa se compõe uma base para o projeto. É importante tomar nota de alguma coisa para não fugir do essencial e manter um padrão em seu projeto desde o início.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome *